O satélite francês Pléiades 1A já tem  suas primeiras imagens depois de ter sido colocado em órbita por um veículo Soyuz veículo em 17 de dezembro de 2011. Vários extratos já estão disponíveis para o público.

Parte das primeiras imagens adquiridas pelo satélite  Pléiades 1A serão disponibilizados ao público pela agência espacial francesa, CNES. Essas imagens podem ser baixadas a partir de um site FTP (link abaixo). A precisão dos produtos de 50 centímetros do Pléiades 1A são claramente reveladas sobre as paisagens urbanas de Paris (ao lado imagem do Museu do Louvre), Madri e São Francisco.

A primeira imagem adquirida por um satélite de observação da Terra é também o momento em que, pela primeira vez, os instrumentos a bordo e em solo são ativados. A capacidade de coleta, que inclui satélite tasking, aquisição de imagem, dados de recepção e pré-processamento, é verificada de ponta a ponta.

“Ao longo dos próximos meses, o Pléiades  1A vai apresentar as suas numerosas inovações. Agilidade e reatividade são os novos termos que agora rimam com imagens de Altíssima Resolução”, declara Patrick le Roch, diretor executivo, Astrium GEO-Information Services.

Em meados de janeiro, quando o satélite atingir sua órbita final, o primeiro produto Pléiades 1A será lançado, com 50 cm de resolução e 20 km de faixa solo, a mais ampla em sua classe. Estas características tornam os produtos Pleiades 1A a solução ideal para o mapeamento detalhado e fotointerpretação.

Comercializado pela Astrium Services, os produtos Pléiades 1A estarão disponíveís para todos os usuários a partir de Março de 2012. Os usuários serão então capaz de aproveitar ao máximo a agilidade e reatividade do Pléiades 1A com seus cinco cenários de aquisição, três planos de tasking diários e capacidade de aquisição de 450 imagens por dia. Após o lançamento em 2013 de seu satélite Pléiades 1B gêmeo, a constelação será capaz de revisitar qualquer ponto do globo todo dia.

 Quatro satélites nos próximos dois anos

O lançamento do Pléiades 1B marca o primeiro passo de uma constelação de quatro satélites com uma combinação de capacidade de revisita duas vezes por dia com uma gama de engenhosas resoluções. Esta próxima constelação, operada pela Astrium Services, é baseada em quatro satélites:

Pléiades 1A e  Pléiades 1B, dois satélites de muita alta resolução de imagens que entregam produtos 50cm colorido e ortoreitificado como padrão, e SPOT 6 e 7, projetados para estender o sucesso do SPOT 5 para a família de produtos de 1,5 m. Faseada na mesma órbita, a constelação desfrutará de  reatividade sem precedentes, com capacidade de revisita em ambas as resoluções em qualquer lugar da Terra. Vários planos de tarefas por dia, em um resultado inigualável de otimização da coleta de dados: as mudanças climáticas imprevisíveis, bem como pedidos de última hora, que podem ser levados em conta para um nível de primeira classe de serviço.

Agora com cinco satélites óticos e de radar em órbita, e mais três satélites de imagem que serão lançados  durante os próximos dois anos, a Astrium Services, através de sua extensa gama de produtos e serviços de geoinformação, está se preparando para trazer a seus clientes a melhor tecnologia de espaço que tem para oferecer, garantindo a continuidade do serviço até 2023.

 Confira as primeiras imagens:

http://www.cnes-multimedia.fr/pleiades/premieres_images.zip

 Sobre a Astrium GEO-Information Services

Criada por meio da união entre a Infoterra e a Spot Image, subsidiárias da EADS Astrium, a Astrium GEO-Information Services fornece um portfólio de produtos e serviços de observação da Terra e informação geográfica que têm como objetivo agregar valor aos seus clientes. A companhia opera uma constelação de satélites multiresolução com sensores ópticos (SPOT) e sensores por radar (TerraSAR-X, TanDEM-X). A Astrium GEO oferece ainda imagens provenientes de outros satélites programáveis de parceiros, como Formosat-2 e Deimos. Com alto nível de precisão e escala global, essas imagens são amplamente utilizadas por governos, empresas e ONGs como ferramentas de inteligência para aplicações nas áreas de agricultura e meio ambiente, energia, engenharia e infraestrutura, mineração, planejamento urbano, defesa e segurança pública. A companhia conta com cerca de 1 mil profissionais e escritórios em mais de 20 países, entre eles o Brasil. A Astrium-GEO dispõe de um mosaico de imagens atualizadas em alta resolução cobrindo todo o território nacional. Mais informações: www.astrium-geo.com

Postado em: Aeroespacial