Aconteceu este mês em Singapura, a maior premiação mundial que fomenta o empreendedorismo feminino, o Cartier Women’s Initiative Awards 2017. Este evento escolhe seis mulheres que estão causando impacto no mundo com suas inovações em empreendedorismo social, uma gama de negócio que mescla negócio e ação social. Candice Pascoal, fundadora e CEO da maior plataforma de financiamento coletivo do Brasil, Kickante, foi a vencedora da América Latina. Com o prêmio, a Kickante agora se prepara para conquistar o mundo e expandir na América Latina.

Os renomados Cyrille Vigneron (CEO da Cartier) e Ilian Mihov (CEO da INSEAD) anunciaram as seis premiadas, que foram selecionadas por um júri internacional independente. Além da brasileira Candice Pascoal, Katie Anderson foi a vencedora da América do Norte (Estados Unidos, Save Water Co, uma solução que economiza 40% dos gastos de água em casas nos Estados Unidos, sem haver alguma mudança nos hábitos domésticos); na Europa foi Ciara Donlon (Irlanda, THEYA Healthcare, uma inovação de sutiã com fibra de bambu para mulheres que sofrem com cancer de mama); na África Subsaariana, Salma Abdulai (Gana, Unique Quality Product, uma nova fibra para alimentar famílias a um custo menor e maior nutrição); no Oriente Médio e África do Norte, Sara Kristina Hannig Nour (Egito, Sara and Lara’s Baskets, um empreendimento que promove alimentação orgânica em um país com sério problemas de qualidade agrícola); e na Ásia Pacífico, Trupti Jain (Índia, Naireeta Services, uma inovação que torna a terra árida fértil e dá às mulheres sofrendo extrema pobreza uma sólida fonte de renda). 

Kickante, da brasileira Candice Pascoal, foi reconhecida por ser a única plataforma de financiamento coletivo do mundo que funciona em larga escala  em países em desenvolvimento. A empreendedora inovou com seu conceito no Brasil trazendo campanhas flexíveis, doações parceladas, clube mensal e eventos do bem, e a plataforma ainda faz a primeira doação para toda campanha. Com isso, a Kickante tem alcançado números de captação crescente, impactando diretamente o desenvolvimento do país.

 

“Vejo o povo brasileiro como o mais criativo que há! Mas criatividade nem sempre representa oportunidade. E é aí que mora o perigo. Trabalhei na indústria da música e vi de perto as mudanças deste setor e a queda de diversas empresas da área por não saberem como lidar com o mundo digital. Além disso, atuando com consultoria de arrecadação de fundos para as ONGs, percebi que tudo era feito com um custo enorme, o que acabava inviabilizando a arrecadação em massa para a maioria das instituições. Em uma viagem para a Índia, vi uma criança dormindo no chão de uma ONG e um rato passou. Estávamos discutindo captação e me dei conta que eles jamais poderiam profissionalizar a captação com as ferramentas existentes. Pois geralmente é necessário gastar para captar. Foi neste momento que identifiquei as possibilidades oferecidas pelo crowdfunding, pois através dele qualquer pessoa pode arrecadar fundos e tirar seus projetos do papel sem risco e sem custo inicial. Empolgada com o poder transformador e social dessa ferramenta, decidi investir no segmento no Brasil. Mas pesquisando o mercado de crowdfunding concluí que o que vivíamos no exterior ainda estava muito distante do Brasil. Resolvi, então, deixar uma carreira executiva de alta remuneração internacional para liderar uma startup de impacto social, a Kickante. Junto com meus sócios, meu irmão Diogo Pascoal e Viviane Sedola, enxergamos no crowdfunding o potencial de democratização, de oferecer o poder para que qualquer pessoa conseguisse tirar seus projetos/sonhos do papel e desde então lideramos a empresa”, completa Candice. 

Candice também já foi reconhecida pelos Estados Unidos como uma das 10 brasileiras mais inovadoras na área de tecnologia no Brasil e nomeada pela revista ProXXIma como uma das 50 profissionais mais inovadoras da área de marketing e comunicação do país. 

Quem é Candice Pascoal? 

Brasileira nascida na pequena cidade da Bahia, Juazerio, vive há 15 anos no exterior, morando principalmente nos Estados Unidos e Holanda, onde realizou diversos projetos importantes durante sua atuação como vice-presidente internacional da Putumayo World Music, em Nova York, quando foi responsável pelo lançamento de grandes nomes do cenário musical mundial. Após seu trabalho no mundo da música, Candice tornou-se referência no segmento de arrecadação de fundos e esteve à frente de importantes projetos para captação de recursos para ONGs na Europa, Ásia e Américas, entre as principais estão Médicos Sem Fronteiras, Cruz Vermelha, WWF e Anistia Internacional. 

Hoje, Candice lidera a maior empresa de financiamento coletivo do Brasil. Fundada há três anos após notar a oportunidade de trazer o crowdfunding para o Brasil e proporcionar as pessoas a realizarem seus sonhos e projetos através de uma plataforma rápida, segura e sem burocracias. “Desde o lançamento da Kickante, em outubro de 2013, conseguimos atingir uma meta histórica no Brasil: alcançar mais de 51 mil campanhas lançadas, totalizando mais de R$ 40 milhões arrecadados. Hoje, somos a maior plataforma de financiamento coletivo do Brasil e os dados confirmam que estamos no caminho certo, seguindo a estratégia que é nossa meta desde o início: permitir que todo brasileiro tenha a possibilidade de realizar seu sonho. Meu objetivo é um mundo onde a população (e não uma ou duas pessoas) decida o que é financiado ou não em um país. A democratização dos investimentos e dos projetos tirados do papel. Um país mais diverso e mais justo, onde os projetos têm a cara da nação. Só assim veremos real progresso”, diz Candice. 

A nomeação para o prêmio Cartier Women’s Initiative Awards foi um grande reconhecimento para a startup, que também foi escolhida esse ano pelo InovaBRA, programa liderado pelo Bradesco para aproximar as startups mais inovadoras do país do seu público-chave. 

Candice Pascoal complementa dizendo que “ser a vencedora deste prêmio mostra que é possível ser mãe, estar perto dos 40 anos e ainda assim lançar uma startup de sucesso. O Cartier Women’s Initiative Awards é referência para diversas iniciativas do mundo corporativo. Mundialmente, são mais de 2 mil startups lideradas por mulheres e apenas 6 delas são selecionadas pela iniciativa. Como essência, o prêmio busca o elemento transformador da empresa escolhida. No caso da Kickante, fomos além do bê-a-bá do crowdfunding, movimentando um ecossistema do bem no Brasil por meio de três produtos que se comunicam entre si: o crowdfunding, o clube mensal e o evento do bem, com quase um milhão de brasileiros impactados em apenas três anos”. 

“As pessoas se surpreendem constantemente com o fato de que estou à frente de uma startup, viajo o mundo a trabalho, faço trabalho humanitário com as crianças refugiadas, tenho dois filhos e sou mãe na Europa, onde cozinho para minha família todos os dias. Me perguntam como faço tudo. A verdade é que não faço tudo. Tenho um time forte ao meu redor na Kickante e na minha vida pessoal aceito que uma vez ou outra, algumas áreas na minha vida receberão mais atenção que outras. E está ok. Temos uma quantidade enorme de pressão nas mulheres. Não basta ser educada, tem que trabalhar. Não basta trabalhar, tem que casar. Não basta ser casada, tem que ter filhos. Não basta ter filhos, tem que estar fit e bem apresentada. Não basta estar fit e bem apresentada, tem que sorrir. Não dá gente! Temos apenas é que seguir o nosso coração, aceitar as limitações impostas pela simples condição de sermos humanos, e tentar, ao menos, sermos felizes. Quando o malabarista deixa uma bola cair, ele pega a mesma e recomeça sem se culpar. Acontece. Sinto que empreendedores são os mais hábeis malabaristas da vida”, finaliza a CEO e fundadora da maior plataforma de financiamento coletivo do Brasil. 

Sobre a Kickante

Fundada em outubro de 2013, a Kickante é a maior plataforma de financiamento coletivo do Brasil, focada em projetos sociais, culturais e fomento ao empreendedorismo. Desde sua criação, já lançou mais de 51 mil campanhas e captou mais de R$ 40 milhões. Hoje, a Kickante detém o recorde de maior arrecadação da América Latina – R$1.006.990,95 captados para a campanha Santuário Animal.  A Kickante é a primeira no País a trabalhar com campanhas flexíveis, permitindo assim que projetos que não possuem um valor mínimo possam ser beneficiados a partir de qualquer valor arrecadado. 

Informações para a imprensa:

Kickante – Sing Comunicação de Resultados

 

Postado em: Destaque, Economia Colaborativa, Releases