O blockchain é uma tecnologia que está revolucionando o mercado de tecnologia e finanças. Anunciado em outubro do ano passado, o blockchain da OneCoin tem uma ótima capacidade para suportar a alta demanda recebida pela empresa para a mineração de moedas, o que aumenta o tempo para que os usuários operem.

Ao avaliar 2016, a OneCoin aponta que esse foi um ano muito importante para as criptomoedas, tanto em função de mais notícias sobre o conceito como também um maior conhecimento por parte das pessoas que enxergam na moeda digital como uma alternativa viável a tradicional papel-moeda. O preço da moeda da OneCoin quase dobrou saindo de 3,35 euros em dezembro de 2015 para 7,84 euros em dezembro de 2016. Como o preço é definido por sua usabilidade, oferta e demanda, isso mostra que mais pessoas estão se voltando para a moeda como um meio de realizar suas operações financeiras.

A fundadora e visionária da OneCoin, Dra. Ruja Ignatova comenta que não esperava um movimento de preço íngreme após o lançamento do novo blockchain, e nos meses seguintes, o valor da OneCoin permaneceu estável. “O valor das criptomoedas é impulsionado pela oferta e demanda, que é dirigida por marca e usabilidade. Através da criação de mais moedas, seremos capazes de trazê-las a mais pessoas e lugares, além de fortalecer a marca”, diz. 

O lançamento do novo blockchain da marca também mostra um aumento na quantidade de moedas disponíveis para garantir a capitalização de mercado e usabilidade melhorada. O montante total de moedas virtuais da OneCoin a serem mineradas aumentou de 10 mil moedas por bloco no antigo blockchain para 50 mil moedas por bloco no novo, somando um total de 120 bilhões de moedas.

Isto não só permite a OneCoin de expandir sua base de usuários, mas também ajuda a tornar os planos estratégicos da empresa uma realidade. “Nosso objetivo sempre foi fazer das criptomoedas um método real, sem fronteiras para transações e essas alterações nos trará para muito mais perto dessa meta”, finaliza Dra. Ruja.

Sobre a OneCoin

A OneCoin é uma empresa de educação financeira com foco em moedas criptografadas, que busca revolucionar o mercado econômico por meio de conceito pioneiro em criptomoeda e modelo de negócios. Fundada pela búlgara, Dra. Ruja Ignatova, a OneCoin compreende, além da moeda digital, um curso de gestão financeira chamado OneAcademy. Todas as atividades estão atreladas ao ingresso na rede OneCoin, que segue o modelo de marketing multinível, onde os participantes podem lucrar com a valorização da moeda, recrutamento de novos vendedores ou ambos. 

Sobre a Dra. Ruja Ignatova

Nascida em Sofia, Bulgária, Ruja tem 36 anos, é graduada em Direito (MJur) pela universidade de Oxford (Inglaterra), possui mestrado em Economia pela Universidade de Konstanz (Alemanha), é Ph.D. em Direito pelas Universidades de Oxford e Konstanz, com Tese em ¨Litígio Empresarial dentro da União Europeia¨. Traballhou na McKinsey & Company, de onde também foi sócia, e atuou em projetos nas áreas Bancárias, Fundos Privados (KKR, TPG), Gerência de Ativos, Gerência de Operações e de Risco de Liquidez. Ainda na empresa trabalhou para Sperbank, UniCredit, Allianz, Raffeisen, Texas Pacific Group (TPG) e outras instituições financeiras. Posteriormente foi CEO e CFO de um dos maiores fundos de Ativos da Bulgária – CSIF, administrando mais de 250 milhões de Euros. Atualmente a Ruja é uma das 5 maiores autoridades em moeda virtual no mundo. Foi duas vezes eleita mulher do ano em seu país na categoria de Negócios Internacionais. Recentemente ela foi capa da revista Financial IT, entre outras.

Informações para a imprensa:
Sing Comunicação de Resultados

Postado em: Destaque, Economia, Releases, Tecnologia