Programas da Bluefields aceleram startups brasileiras do meio Biodigital

A empresa foi uma das organizações mais indicadas pelo público no Startup Awards deste ano

A Bluefields, aceleradora de startups, é inovadora no mercado de startups biodigitais e, agora, adiciona ao currículo diversas indicações populares ao Startup Awards 2021. Desde 2016, a empresa já auxiliou mais de 200 startups brasileiras, oferecendo soluções para diferentes etapas como validação e aceleração, além de conectar com grandes empresas em projetos de inovação aberta.

Atuando, principalmente, no setor da Convergência Biodigital (agronegócio, saúde e alimentos), a aceleradora tem dois principais programas: Sparks e Biodigital Startups. O Sparks é voltado para empreendedores que desejam iniciar uma startup e precisam de ajuda. Já o Biodigital Startups é direcionado para empresas dos setores do agronegócio, saúde e alimentos que desejam ir além com sustentabilidade e ética.

O mercado biodigital vem se destacando no Brasil e, segundo dados da Associação Brasileira de Startups (ABS), já existem cerca de 5 mil startups desse setor no país. E é possível ver o crescimento de empresas biodigitais através do programa Biodigital Startups da Bluefields. Somente na última edição do programa, 9 startups foram selecionadas para trilharem o caminho do sucesso ao lado da aceleradora.

“Estamos cada vez mais focados em startups dos setores do biodigital e em acelerar ecossistemas de inovação, porque acreditamos que o empreendedorismo é a resposta para boa parte dos principais problemas do mundo. Por isso, estar em uma lista com outras aceleradoras incríveis é sinal de que estamos tendo sucesso em cumprir a nossa missão”, afirma Paulo Humaitá, CEO da Bluefields.

A Bluefields trabalha muito com o termo startup biodigital. Esse é o conceito para identificar a união do digital com tudo o que é bio (saúde, alimentação e agronegócio). Essas empresas recebem as denominações de acordo com o foco de trabalho e assim nascem as healthtechs, foodtechs, agtechs, indtechs, entre outras.

Este mercado ainda está crescendo bastante no país e, neste ano, a Bluefields lançou um e-book sobre o tema e sobre como se tornou referência de inovação nesse meio. O e-book pode ser adquirido de forma gratuita no link.

Recentemente, a Bluefields marcou presença na 9ª edição do Startup Awards e foi uma das 10 empresas mais votadas por votação popular na categoria “Aceleradoras”. A premiação é promovida pela Associação Brasileira de Startups (ABS) e prestigia o ecossistema de inovação no Brasil.

 

Sobre a Bluefields

Desde 2016 a Bluefields impulsiona startups ao oferecer soluções para as diferentes etapas da jornada: validação, aceleração de startups e inovação corporativa, especialmente nos setores da Convergência Biodigital (agronegócio, saúde e alimentos), Nanotecnologia e Educação. Com cerca de 200 startups aceleradas, possui programas como o Sparks para empreendedores iniciantes, e o Biodigital Startups, para empresas dos setores de agro, alimentos e saúde que desejam fazer inovação aberta com startups. Ao acelerar, a Bluefields cumpre a missão de transformar vidas através do empreendedorismo, porque afinal, as startups de hoje são as grandes corporações do amanhã.

 

Saiba mais em: https://www.bluefieldsdev.com/

Acompanhe a Bluefields nas redes sociais:

Instagram - https://www.instagram.com/bluefields_aceleradora/

LinkedIn - https://www.linkedin.com/company/bluefields-aceleradora/

YouTube - https://www.youtube.com/channel/UCboDJPDyBJQjb0p3V9SMuvg

 

Informações para a Imprensa: 

Sing Comunicação de Resultados 

16/11/2021


Também encontrado em: