Varejo 2024: empresas devem entender tendências para acompanhar o crescimento do mercado

Tecnologia é o principal destaque do setor para este ano e promete moldar ainda mais o perfil do consumidor

O varejo brasileiro está em crescimento. O setor fechou 2023 com alta de 1,7%, segundo dados do IBGE, sendo o 7º ano de expansão consecutivo. Para 2024, a perspectiva é de que o setor avance em 1,5%, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Acompanhando esse ritmo, o especialista Breno Michel, Sales Director da Körber Supply Chain na América Latina, compartilha as tendências que ganharão força nos próximos meses. Para as empresas, é a oportunidade para entender onde direcionar os investimentos.  

 

“Agilidade é a palavra que descreve bem o que esperar do varejo em 2024. Empresas devem buscar oferecer serviços cada vez mais ágeis, para atender clientes que querem desejam esperar cada vez menos. Menos tempo em filas, menos tempo para finalizar uma compra, menos tempo esperando o produto chegar em casa. Menor espera em filas, menos tempo para finalizar uma compra, e menor prazo de entrega do produto. E não apenas isso. Além de oferecer o melhor serviço, seja físico ou on-line, o consumidor brasileiro também vai desejar o menor preço do mercado”, explica Michel. 

 

Esse movimento é comprovado pela pesquisa sobre o sentimento e os hábitos do consumidor, feita realizada pela McKinsey & Company. No ano passado, cerca de 89% dos brasileiros reduziram gastos, e, na hora da compra, 28% desses consumidores fizeram trocas,  na hora de comprar optando por produtos mais baratos. Além disso, 63% dos brasileiros ouvidos entrevistados para a pesquisa E-commerce Trends 2024, no ano passado, afirmam que preferem comprar online em vez de lojas físicas.  

 

 Considerando esse cenário de consumidores cada vez mais conscientes e exigentes, somado à tecnologia disponível, o especialista detalha as principais mudanças que devem movimentar o varejo nesse ano. 

  1. Inteligência Artificial: Não é nenhuma novidade que, ao falar de tendência, a IA estará sempre presente em (quase) todos os cenários. Isso porque a implementação da tecnologia vem para facilitar cada vez mais a jornada do consumidor. Seja através das recomendações personalizadas, do autoatendimento, do atendimento robotizado, até para o backstageda coisa, facilitando e otimizando os processos nos armazéns e na logística da entrega, para chegar na loja ou na casa do cliente.  

 

  1. Omnichannel: Interligar diferentes canais de comunicação, para garantir a presença no “on” e no “off” na vida do consumidor, é uma das principais estratégias para aprimorar a experiência do cliente. A tendência omnichannel não começou agora, mas é cada vez mais importante que os varejistas tenham em mente que esse é um processo que deve ser constantemente aprimorado. Investir em tecnologias é a chave para garantir a integração cada vez mais eficaz para a conveniência dos consumidores. 

 

  1. Sustentabilidade: Não é mais opcional pensar em formas mais “verdes” de fazer o serviço. A missão ESG das empresas precisa estar cada vez mais forte e presente, pois os próprios consumidores demandam e valorizam essas práticas; a conscientização e a responsabilidade social estão crescendo. No ano passado, 95% dos brasileiros já preferiam marcas que investem em sustentabilidade, segundo pesquisa da Associação Paulista de Supermercados (Apas). Adotar estratégias eco-friendly em todo o processo de compra e venda será um diferencial competitivo para as marcas.  

“Os investimentos dos varejistas em tecnologia preparam as empresas para atender uma demanda de consumidores cada vez mais exigentes. As estratégias devem abordar um todo, não é só chamar as pessoas para comprarem na sua empresa. É preciso garantir a melhor experiência de compra, desde a forma como os produtos são armazenados nos centros de distribuição, até chegarem nas lojas ou na casa do consumidor. Tudo isso deve ser somado à comunicação da marca e aos princípios ESG. É um plano com várias etapas que conversam entre si, e que aumentam o sucesso do negócio”, complementa o executivo. 

 

Sobre a Körber Supply Chain 

As cadeias de suprimentos estão se tornando mais complexas a cada dia. A Körber fornece com exclusividade uma ampla gama de soluções completas e comprovadas, adaptadas para ajudar a gerenciar a cadeia de suprimentos como uma vantagem competitiva. Adaptando-se a qualquer tamanho de empresa, estratégia ou setor, nossos clientes superam a complexidade da cadeia de suprimentos graças ao nosso portfólio de soluções de software, voz e robótica – além da experiência para unir tudo isso. Vença a complexidade da cadeia de suprimentos com a Körber. Saiba mais em www.koerber-supplychain-software.com   

Veja também: 

 

Informações para a imprensa:

Sing Comunicação de Resultados

korber@singcomunica.com.br

20/03/2024


Também encontrado em:


A Sing utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.