NVIDIA cria plataforma Zero Trust de cibersegurança

BlueField, DOCA 1.2 e Morpheus supercharge implementam segurança cibernética acelerada em arquiteturas nativas da nuvem

As empresas em crescimento enfrentam o gerenciamento de um número cada vez maior de usuários, dados, dispositivos e aplicativos em seus data centers. Junto com isso, vêm as ameaças à segurança cibernética. Para ajudá-los a ficar à frente de ameaças cada vez mais sofisticadas, a NVIDIA anuncia uma plataforma de segurança cibernética de Zero Trust com um conjunto de recursos que permite que a indústria de segurança cibernética construa soluções que defendam os centros de dados do cliente em tempo real.

A plataforma Zero Trust combina três tecnologias - NVIDIA BlueField DPUs, NVIDIA DOCA e a estrutura de Inteligência Artificial (IA) de segurança cibernética NVIDIA Morpheus. Isso permite que os parceiros de desenvolvimento tragam um novo nível de segurança aos data centers - isolando aplicações da infraestrutura, sobrecarregando os firewalls de próxima geração e trazendo o poder da computação acelerada e de deep learning para monitorar e detectar ameaças continuamente - em velocidades até 600x mais rápida do que em servidores sem aceleração da NVIDIA.

“O surgimento de inovações transformadoras como IA, 5G e dispositivos inteligentes expandiu drasticamente o tráfego que se move através do data center moderno, tornando mais difícil identificar possíveis violações e ataques”, ressalta Kevin Deierling, vice-presidente sênior de Networking da NVIDIA. “A plataforma de segurança Zero Trust com três pilares da NVIDIA permite que os desenvolvedores criem ambientes totalmente seguros que protegem praticamente todos os aspectos do data center nativo da nuvem, em tempo real.”

 

BlueField e DOCA 1.2

NVIDIA BlueField alivia a carga da CPU de executar software de segurança e capacita os desenvolvedores usando os novos recursos de cibersegurança do NVIDIA DOCA 1.2 para construir serviços de nuvem que controlam o acesso a recursos, validam cada aplicação e usuário, isolam máquinas potencialmente comprometidas e ajudam a proteger os dados contra violações e roubo.

Outros recursos avançados de Zero Trust do DOCA 1.2 - disponíveis como bibliotecas e serviços em contêineres - incluem autenticação de software e hardware, criptografia de dados de taxa de linha acelerada por hardware, suporte para firewalls distribuídos e telemetria inteligente, bem como aplicação de políticas, como função-controle de acesso baseado e isolamento de segurança entre micro serviços ou locatários.

Para Marcio Aguiar, diretor da divisão Enterprise da NVIDIA para América Latina, cibersegurança é um dos principais pilares que as empresas devem investir tecnologia. "A estratégia Zero Trust traz diversas vantagens, desde maior agilidade a velocidade na detecção de ameaças. Além de dar mais tranquilidade aos clientes", acrescenta.

 

Morpheus: IA acelerada de segurança cibernética em grande escala

O DOCA 1.2 complementa o NVIDIA Morpheus, estrutura de segurança cibernética de deep learning aprimorada pela computação acelerada. A versão mais recente do NVIDIA Morpheus inclui um novo fluxo de trabalho que cria impressões digitais utilizando aprendizado não supervisionado para detectar quando adversários cibernéticos assumiram o controle de uma conta de usuário ou máquina.

NVIDIA Morpheus é construído em NVIDIA RAPIDS para acelerar pipelines de ciência de dados e NVIDIA AI, juntamente com modelos pré-treinados que permitem às empresas inspecionar simultaneamente toda a telemetria em sua estrutura de data center.

Para reconhecer ameaças potenciais antes que se tornem perturbadoras, o Morpheus monitora a telemetria de streaming de diversas fontes, incluindo o BlueField DPU e o tráfego de rede, aplicações e logs de nuvem. Ele analisa desvios nas características sutis do data center gerados por cada usuário, máquina e serviço - em tempo real - e então alerta imediatamente as equipes de operações de segurança sobre os problemas.

 

Parceiros criam aplicações definidas por software e acelerados por hardware

A plataforma de segurança Zero Trust DOCA 1.2 é o software básico que alimenta o NVIDIA BlueField DPU, que descarrega, acelera e isola as tarefas de infraestrutura do data center. Semelhante ao NVIDIA CUDA, permitindo que os desenvolvedores criem aplicativos que aproveitem as vantagens das GPUs NVIDIA, o DOCA permite que os desenvolvedores criem aplicativos de rede, segurança, armazenamento e gerenciamento acelerados por hardware definidos por software para DPUs BlueField.

A Juniper Networks está entre os primeiros líderes do setor de segurança cibernética a aproveitar as vantagens do BlueField e do DOCA.

“A segurança de Zero Trust deve ser um pilar fundamental de qualquer estratégia de segurança. A introdução de novas maneiras de operacionalizar a tecnologia a tornará mais difundida em toda a indústria”, diz Raj Yavatkar, CTO da Juniper Networks. “A Juniper defende arquiteturas abertas para garantir que os clientes tenham uma escolha. Com o DOCA, cada organização individual estará bem alinhada para atender às suas necessidades de transformação digital. A aplicação de tais abordagens ajudará os clientes a proteger da melhor forma suas cargas de trabalho em nuvem e a adotar princípios de Zero Trust.”

 

Disponibilidade

O acesso antecipado para NVIDIA DOCA 1.2 começa em 30 de novembro. NVIDIA Morpheus já está disponível.

BlueField DPUs estarão disponíveis em breve em sistemas da ASUS, Atos, Cisco, Dell Technologies, GIGABYTE, H3C, Inspur, Lenovo, Nettrix, Quanta / QCT e Supermicro, com mais de uma dezena de parceiros de infraestrutura dando seu suporte, incluindo Canonical, OVHcloud, Red Hat, UCloud, StackPath e VMware. Outros parceiros que suportam BlueField incluem Aria Cybersecurity Solutions, Check Point Software, Cloudflare, DataDirect Networks (DDN), Excelero, F5, Fortinet, Guardicore, Juniper Networks, Nebulon, NetApp, Nutanix, VAST Data e WekaIO.

Registre-se gratuitamente para saber mais sobre o DOCA durante o NVIDIA GTC, que acontecerá online até 11 de novembro. Assista à apresentação do fundador e CEO da NVIDIA, Jensen Huang.

 

Sobre a NVIDIA

A invenção da GPU pela NVIDIA (NASDAQ: NVDA), em 1999, estimulou o crescimento do mercado de games para PC e redefiniu a computação gráfica moderna, computação de alto desempenho e Inteligência Artificial. O trabalho pioneiro da empresa em computação acelerada e IA tem revolucionado setores de trilhões de dólares, como transporte, saúde e manufatura, enquanto incentiva o crescimento de muitos outros mercados. Saiba mais em http://nvidianews.nvidia.com/

Acesse também:

Site oficial da NVIDIA no Brasil: https://www.nvidia.com/pt-br/

Facebook: @NVIDIABrasil

Twitter: @NVIDIABrasil

 

Informações para a Imprensa: 

Sing Comunicação de Resultados 

10/11/2021


Também encontrado em: